Praias no Espírito Santo

Os belos lagos do Parque Nacional Plitvice


  
   Parque Nacional dos Lagos de Plitvice fica a cerca de 120 km de Zadar, Patrimônio Natural da Unesco desde 1979, possui aproximadamente 200 quilômetros quadrados sendo o maior do país, com 16 lagos interligados por cachoeiras e com uma rica flora e fauna local.


   Consegui percorrer um pouco da cidade antiga de Zadar pela manhã antes de pegar a estrada em direção a Plitvicka Jezera. Atenção ao navegantes, pois muitos gps ficam surtados quando colocam o parque como destino. Geralmente eu aponto no gps a cidade mais próxima do meu destino e chegando bem perto, ai sim, mudo o destino final. No meu caso, iria pernoitar em Plitvicka Jezera pra conhecer os arredores do parque e visitá-lo no dia seguinte, descansada e pronta para as inúmeras trilhas que o parque oferece.

ZADAR - PLITVICE: Mapa para reconhecimento do local.

   Chegando em Jezera, estava ocorrendo um evento de corrida e a estrada principal, única para a cidade e o parque, encontrava-se congestionada devido ao fechamento parcial da rua principal da cidade.


Plitvicka Jezera

  O município de Plitvicka Jezera é bem gracioso e pequenininho. Há algumas casas familiares que foram adaptadas como pousadas e são nelas que o turismo, que viaja por conta própria, se hospeda. O município não tem infraestrutura pra receber grupos grandes de agências de turismo e os poucos prédios são residenciais e ficam localizados um perto do outro em um platô acima das casas com uma arquitetura bem marcante. É bem interessante esses municípios muito próximos de Parques Nacionais, porque andando por eles, você tem a impressão de estar atravessando um bosque.

# Procurando hospedagem em Plitvicka Jezera? Clique aqui para checar algumas sugestões.



Plitvicka Jezera


Plitvicka Jezera

Plitvicka Jezera

Importante:
  • Não há restaurantes, então estejam sempre abastecidos com comida para qualquer situação como essa, de não encontrar lugar pra comer. Eu tenho o costume de sempre comprar água e mantimentos nos mercados que aparecem em minha rota.
  • Mesmo se viajarem no verão, levem um casaquinho, porque a temperatura do local cai muito à noite.

   Dia seguinte, dia de desbravar os lagos  e suas maravilhas. Peguei dicas com a dona da pousada de qual trilha seria a melhor pra iniciar a caminhada e a dica dela foi ótima. O parque todo é bonito e vale a pena explorá-lo por completo, mas sem sombra de dúvidas, há algumas partes mais convidativas do que outras e foi pra lá que eu fui, a mais convidativa: o objetivo era fazer toda a parte entre o ST1 e ST2 primeiro, onde os lagos ficam mais concentrados e há muitas quedas d'aguas.

Plitvice: panorâmica dos lagos (figura da web)

  Cheguei no parque pela Entrada 2, a qual fica mais próxima da pousada, mas pra quem estiver vindo de Zagreb, a entrada 1 é a mais próxima. O estacionamento é pago, você retira o ticket naqueles guichês automáticos e na saída paga pelo tempo que ficou.

   Para quem não tem interesse de alugar um carro, o ônibus é uma boa escolha, tendo terminais tanto em Zagreb como em Zadar. Seguem links dos terminais em:

   Têm lanchonete, banheiro, loja de lembrancinha, um mapa grande do parque para o primeiro reconhecimento das trilhas e placas de indicação para qual caminho percorrer. Isso tudo perto do guichê onde compra o ticket de entrada.


Plitvice


   Para chegar até o início da trilha, é preciso atravessar a rodovia por uma passarela e seguir o caminho até chegar às placas indicando o ponto de ônibus. Durante essa caminhada, você passará por um restaurante e hotel. Mas somente para os que estacionarem na entrada 2, ok?

Plitvice: atravessando a rodovia para chegar até o início da trilha.

   Chegando ao ponto principal das trilhas, que é perto do ponto de ônibus, você pode escolher de que forma irá explorar o parque: completamente a pé ou parte do trajeto de ônibus e/ou barco.


Plitvice: chegando ao início da trilha
   Só indicaria fazer todo o trajeto a pé para quem ficará mais tempo no parque, comprando um ticket para dois dias, o segundo sai bem mais em conta. Como ficaria somente um dia, a minha opção foi pegar o ônibus no ST1 até o ST2 e de lá, iniciar a trilha dos lagos inferiores. Os tickets são validados quando você acessa um destes meios de locomoção.


Plitvice: ingresso do parque. Só pode passear uma vez de barco no grande lago, por isso, eles validam o ticket, com um carimbo.


Plitvice: ponto de ônibus ST2
   O parque oferece boas instalações com lanchonetes e banheiros perto das paradas dos ônibus e barcos. Iniciei a minha jornada pela trilha no ST2 e não foi de forma aleatória. Além dela ter mirantes fabulosos, também tem uma extensa escadaria encravada nas pedras. E indo por ela em direção aos lagos, você pega a escadaria na descida. Encontrei muitos grupos contra o meu fluxo e percebi o desgaste deles em subir aquilo tudo. Importante analisar bem o mapa e discutir com quem já conhece o local as opções de trajeto antes de se embrenhar pela mata afora pra que faça uma visita com desgastes físicos desnecessários.


Plitvice: espaço para comer perto das lanchonetes.

Plitvice: escadaria para chegar até o primeiro lago.

    Parte da trilha dos lagos inferiores é feita através de madeiras suspensas na água e parte, na terra, perto de rochas e/ou vegetação nativa. A cor da água é bem marcante, com uma variação entre diversos tons de azul e verde, que contrasta com o verde intenso da mata.

   Os lagos inferiores são:

  • Kaluderovac;
  • Gavanovac;
  • Milanovac.


Plitvice

Plitvice

Plitvice

   O caminho até chegar ao P3, parada do barco, era perfeito!  Muito bem sinalizado e com uma manutenção impecável. Fiz a opção de pegar o barco para curtir a vista da mata local, até porque até agora eu só via a beleza das quedas águas e também porque facilita muito a chegada até o outro lado do grande lago (Jezero Kozjak) que é uma puxada pra quem decidir ir a pé.

Plitice: placas indicando os lagos

   O barco fez o P3 até o P2 e de lá você decide se vai subir em direção aos lagos superiores ou atravessar de barco até o P1 pra chegar no ponto inicial ST2.

Plitvice

Plitvice

Plitvice
   Decidi ficar mais tempo no parque, então fui em direção aos lagos superiores, que foi uma ótima escolha. 

   Os lagos superiores são:

  • Burgeti;
  • Gradinsko;
  • Galovac;
  • Malo;
  • Vir;
  • Batinovac;
  • Okrugljak Veliko.

   Nesse ponto você sobe uma trilha rodeando os lagos Burgeti e Gradinsko, a paisagem se modifica pois agora as quedas d'aguas são mais altas e com poucas trilhas de madeira e mais chão de terra. 

Plitvice

Plitvice

Plitvice

Plitvice

Plitvice

   Mas atenção quando estiverem na interseção do lago Gradinsko com o Galovac. A sinalização comete alguns erros e se você não tiver um gps ou aquele aplicativo via satélite o qual já comentei, você se perde bonito! As placas ficam confusas e muitos se perdem nesse local o qual pode ser bem crítico se não tiverem resistência de andar até uma parada de ônibus. Esse ponto fica no meio do caminho entre o ST3 (parada de ônibus no último lago superior) e o P2 (parada do barco). Decidi voltar para o P2, pois a paisagem naquele local onde estava já era cotidiana e a subida para o ST3 talvez não valesse tanto a pena.

Plitvice

Plitvice

   Para quem visitar o parque por dois dias, sugiro começar a caminhada pelo ST3. O ônibus te deixa lá e de lá você desce todos os lagos superiores, pega o barco no P2 até o P3, percorre os lagos inferiores até o ST1. Esse planejamento é bastante relativo, pois depende de qual entrada vocês vão acessar o parque e o quanto de disposição terá de caminhada.

   É possível também alugar uma canoa e remar pelo lago Jezero Kozjak, super romântico!

Plitvice

Plitvice

   O meu tour demorou por volta de seis horas de caminhada, que voaram, nem percebi a hora passar, mas já estava na hora de partir. Aproveitei o restaurante perto da entrada 2 pra almoçar e seguir na estrada até Zagreb.


Seguem links de outros passeios pela Croácia:





Booking.com


Um comentário:

Obrigada por sua mensagem!