Praias no Espírito Santo

FURADAS nas conexões!



A cada dia que passa, quando eu pego um voo, percebo que o barato pode custar bem caro. Minha mãe já me avisava disso e só com a experiência, eu acabo dando o braço a torcer.. Kkkk

Viajar é um dos prazeres da vida, pelo menos na minha :-) .. E para que isso seja viabilizado, é preciso pesquisar voos baratos. Isso acaba virando quase uma rotina.

Mas quais são as desvantagens desses voos?!


Geralmente, você encontra voos baratos com, pelo menos, uma conexão até o destino final. E dependendo da cia aérea, a sua segunda pernada pode ser desastrosa.

Vou exemplificar: meu último voo foi com a British Airways e nele consistia uma conexão em Londres, antes de chegar em Roma.

Até aí, tudo bem! O problema vem quando você desconhece o aeroporto de sua conexão e na hora dela, com horário bem apertado entre um voo e outro (planejado pela cia aérea), você percebe que tem que sair correndo que nem uma doida para chegar até o portão de embarque.

A sorte é que eu já estou acostumada com as sinalizações aeroportuárias e identificar o caminho não foi tão difícil. Resumo: tive que descer alguns andares pelas escadas rolantes até chegar ao subsolo do terminal 5. Lá, há um mini metro que te leva aos outros gates. 

Já imaginou como esse terminal 5 é grande?! GIGANTESCOOOOOOOOOO....

Eu desembarquei no gate C e tinha que embarcar para Roma no A.

O bom é que ele é bem sinalizado. O lado ruim é por ser um ponto crítico, devido receber muitas conexões da Europa. 


MELHORES HOSPEDAGENS POR AQUI


Booking.com




A questão foi que o tempo de conexão era menos de duas horas entre os voos, sendo que o voo no Brasil saiu bem atrasado, diminuindo esse tempo para menos de uma hora de conexão. Sentiu o drama!

Você já inicia a sua viagem de férias para desestressar mergulhada na angústia se vai chegar a tempo ou não no portão de embarque.

Chegando no gate A, você se depara com uma fila gigantesca para o Raio X. No meu caso, além de passar a mochila, mostrar laptop, Ipad... e tirar as botas, ainda entrei literalmente no raio X, num tubo que identifica até o seu DNA.. 

Nesse momento, só faltavam 20 minutos para acabar o embarque do meu próximo voo e lá fui eu, catar as minhas coisas na esteira do raio x, vestir as botas, verificar qual era o portão de embarque e sair desenfreada para não perder o voo.

Ufa! Cheguei a tempo! Aleluia!


Mas o voo era em uma aeronave bem menor, por isso, ainda tive que despachar a minha mala de mão. Brincadeira 2x! Fui eu abrir a minha mala de mão e retirar todos os meus pertences de valor.

Sentei e pensei: “ok, mas uma etapa realizada!”

O voo teria 4 horas de duração até Roma e eu já estava faminta. Foi quando a educadíssima aeromoça britânica informou no microfone que o menu já estava disponível para COMPRA.

Oi????

Pois é meus amigos... você paga uma grana de passagem aérea num assento econômico mega desconfortável e de quebra, é premiado com a notícia de que terá que pagar pelo seu lanchinho. 

Acabei comprando um chocolate quente, porque nem sanduíche havia disponível para venda. Tive que educadamente deixar os meus lamentos com a gentil comissária de bordo: "Um absurdo vir de outro continente, num voo longo, para realizar uma conexão super corrida e a British Airways, além de não oferecer um cardápio para a conexão internacional, ainda sequer tinha disponível sanduíches (que estavam no menu) para a venda.
Com certeza, a cia aérea não estava preparada para para atender todos os pedidos.

E a resposta que tive, que a regra da casa não consistia em disponibilizar lanches sem pagamento nas conexões.

Então, fiquem de olho na hora de comprar uma passagem com conexão. 

Fica a dica:

1- Pesquisem opções de conexões com mais tempo de duração nos aeroportos de principais pontos de conexões na Europa, como: Londres, Lisboa, Frankfurt entre outros. 

2- Lembrem de comprar, antes da conexão, um lanche para não ser surpreendida durante o voo.

3- Sejam educados com a comissária de bordo, afinal, ela não tem culpa de trabalhar para uma cia aérea onde o operacional não abastece as aeronaves como deveria.

4- Registrem a sua insatisfação! Importante para que o serviço seja melhorado. 

5- Se vira nos 30, mas não se desesperem. Lembrem, nada pode tirar a paz e alegria de curtir as sonhadas férias. 









6 comentários:

  1. Nossa Dani que sufoco! Já passei por muitas aventuras assim! Ninguém merece! Agora com a Clarinha nem em sonho posso passar por uma dessas! Rsrsrs. Adorei o post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem fale Rô! Mas depois da maratona, deu tudo certo.. kkkk.. A vida de blogueira não é só glamour como alguns acham e achei importante compartilhar essa experiência com os leitores. Bjao

      Excluir
  2. Ótimo post, Dani! Você está super certa em registrar isso, e colaborar com os viajantes dando essas dicas. É preciso mesmo avaliar com atenção tudo isso que apontou. Tem gente que cogita até pegar um vôo com escala nos EUA pra ir pra Europa, isso é loucura! Tem que lembrar do visto!!! Nós sempre optamos pela TAP pois além de ser muito bom fazer imigração em Português, a companhia tem vôo direto pra Lisboa saindo de várias capitais do Brasil, e não apenas SP e RJ, como a maioria. Pessoal, se quiserem ir do Brasil para a Suíça priorizem a TAP ou a SWISS!! São as melhores opções! Parabéns pelo post!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro viajar de TAP! Nao é nem por causa da língua não, mas porque as aeronaves são melhores mesmo, além do atendimento a bordo. Pena que a SWISS é tão CARA! Hoje em dia fica inviável viajar com ela. Bjao

      Excluir
  3. Conexões apertadas no Brasil tb sao um sufoco.. jah perdi voos por conta disso! ://

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem fale. Quando percebo que o vôo sairá atrasado, já fico apreensiva de como será a conexão. Um desastre!

      Excluir

Obrigada por sua mensagem!